Tribuna

Redes ibero-americanas, juntas frente ao desafio ambiental

A Ibero-América conta com grande diversidade geográfica, climática e socioeconômica, ao mesmo tempo que afronta prioridades e desafios comuns quanto à proteção do meio ambiente. Isto converte a nossa região em um espaço privilegiado para criar e articular redes setoriais que fomentem a colaboração institucional em âmbitos como meteorologia, água e luta contra a mudança climática, que afetam a vida cotidiana, a segurança e o bem-estar da população.

A Comunidade Ibero-americana conseguiu aproveitar seu potencial para o trabalho coletivo e a colaboração interinstitucional e conta hoje com três redes ambientais de cooperação consolidadas, com uma experiência de quase 20 anos e que são referência a nível internacional.

A Conferência de Diretores dos Serviços Meteorológicos e Hidrológicos Ibero-americanos (CIMHET), a Conferência de Diretores Ibero-americanos da Água (CODIA) e a Rede Ibero-americana de Escritórios de Mudança climática (RIOCC) percorreram um longo caminho de aprendizado que faz progredir e fortalece seus membros.

A importância de trabalhar em rede

Nossas três redes nasceram para promover um foro regional de cooperação que permitisse abordar, desde diferentes pontos de vista e experiências, questões de interesse nos âmbitos de meteorologia, água e mudança climática.

Com o tempo conformamos um marco de trabalho que permitiu melhorar as capacidades institucionais, técnicas e operativas em cada matéria, cooperar com outros organismos e programas, fomentar o intercâmbio de experiências e trabalhar para elevar as prioridades destes âmbitos nas agendas políticas ao mais alto nível.

É um trabalho contínuo com múltiplas atividades e projetos, e que, além disso, evolui baseado nas prioridades que os nossos países identificam.

Desde as Secretarias Técnicas Permanentes, contidas no Ministério para a Transição Ecológica e o Desafio Demográfico da Espanha, em concreto, a Agência Estatal de Meteorologia (CIMHET), a Direção Geral da Água (CODIA) e o Escritório Espanhola de Mudança Climática (RIOCC), são articulados os planos e programas de trabalho das redes e se fomenta conectar com outras instituições para maximizar o impacto.

Perante a robusta relação e sinergias  existentes entre os setores que abrangem as três redes, desde 2016 estas vêm fortalecendo seu trabalho comum, desenvolvendo atividades para a identificação de prioridades conjuntas, através de espaços intersetoriais, assim como atividades de capacitação técnica e projetos regionais, em particular sobre gestão de fenômenos hidro meteorológicos extremos e medidas de adaptação à mudança climática com ênfase no setor dos recursos hídricos e outros setores relacionados.

Estas atividades e projetos respondem, além disso, ao peso que nossos âmbitos de atuação têm na maioria das Contribuições Determinadas a nível Nacional (NDC por suas siglas em inglês) ao Acordo de Paris dos países da região apoiando, portanto, os objetivos e prioridades recolhidos em tais contribuições.

Prioridades e linhas de ação

As atividades que estão sendo realizadas pelas nossas redes meio ambientais contribuem significativamente à articulação da Agenda Meio Ambiental Ibero-americana, impulsionada na X Conferência Ibero-americana de Ministros e Ministras de Meio Ambiente.

Esta Agenda afiança as alianças estratégicas com organismos e redes que já estão em funcionamento na Ibero-América, contribuindo a reforçar a dimensão ambiental na cooperação ibero-americana para fazer frente aos desafios globais.

Neste momento decisivo, nossas prioridades são:

  • Trabalhar integrada e intersetorialmente, aproveitando as sinergias existentes para desenvolver políticas e serviços de meteorologia, mudança climática e água.
  • Reforçar a coordenação nacional e regional para enfrentar integralmente a prevenção, vigilância e efeitos de fenômenos hidro meteorológicos extremos.
  • Reforçar da observação sistemática do clima, assegurando a sustentabilidade das redes de observação hidro meteorológicas
  • Reforçar o trabalho conjunto dos sistemas hidrológicos, meteorológicos e climáticos e da informação que estes geram para os diferentes usuários interessados.
  • Avaliar os impactos da mudança climática sobre os recursos hídricos e a identificação de medidas de adaptação
  • Identificar indicadores que reflitam a evolução e tendências dos impactos, vulnerabilidade e adaptação referentes a riscos hidro meteorológicos

Nossas linhas de ação para responder a estas prioridades são:

  • A geração de cenários de mudança climática regionalizados
  • A criação de Centros Regionais Virtuais de Avisos de Fenômenos Hidro meteorológicos adversos.
  • A geração de marcos regionais, através dos organismos regionais já existentes, para o desenvolvimento de ferramentas e indicadores que permitam avaliar os impactos da mudança climática e as medidas de adaptação.
  • A avaliação econômica dos impactos e das medidas de adaptação para a conscientização e orientação dos/das tomadores de decisão.
  • A análise das normativas vigentes para a gestão de eventos hidro meteorológicos e planificação dos recursos hídricos e a consideração da mudança climática nas mesmas.
  • O fortalecimento dos Serviços meteorológicos e hidrológicos nacionais para uma melhor prestação de serviços aos usuários
  • O desenvolvimento de um plano de capacitação a nível regional para a integração da adaptação na gestão do risco, onde se viam envolvidas em conjunto as três redes.
Los argumentos expuestos en esta tribuna responden en exclusiva al punto de vista del autor, que es responsable de las opiniones manifestadas, y no reflejan en ningún caso la postura de la SEGIB

categorías:

Agua Análise Cambio Climático Capacidades Cooperação Meio Ambente Redes Ibero-Americanas Tribuna


Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información
Recibe una alerta cuando esté disponible un nuevo especial temático sobre la cooperación en Iberoamérica en nuestro portal somosiberoamerica.org
* campo requerido
Idioma

Secretaría General Iberoamericana usará la información que nos proporciones en este formulario para estar enviarte actualizaciones del portal Somos Iberoamérica e información relacionada.

Puedes darte de baja en cualquier momento haciendo click en el enlace del pie de nuestros emails.

We use Mailchimp as our marketing platform. By clicking below to subscribe, you acknowledge that your information will be transferred to Mailchimp for processing. Learn more about Mailchimp's privacy practices here.