Inovação Cidadã

Inovação, cidadania e cultura para a “outra Cartagena”

La ciudadanía de Cartagena ha propuesto 10 ideas innovadoras para una recuperación que cicatrice las heridas de la pandemia y ayude reconectar ciudadanía e instituciones, con la cultura como hilo conductor.

Por trás das cristalinas praias de areia branca, dos luxuosos hotéis e das ruas de paralelepípedos se esconde a “outra Cartagena”, golpeada pela pobreza, o desemprego e a desigualdade. Dentro da muralha colonial onde o turismo começa a se recuperar, resulta muito difícil suspeitar que Cartagena das Índias seja a cidade principal com mais pobreza da Colômbia.

O primeiro Laboratório Local de Inovação Cidadã, também conhecido como LABIX põe o olhar nessa “outra Cartagena”, onde quase a metade de seus habitantes vive, segundo cifras oficiais, com menos de 360.187 pesos ao mês (93 US$) e 12% vive mal com apenas 147.600 pesos mensais (38.19 US$). Nos cinturões de pobreza, 7 de cada 10 pessoas não podem comer três vezes ao dia, em uma cidade onde a pandemia fraturou fortemente o tecido social.

Com a ajuda da inovação cidadã e a cultura, este primeiro “LABIX” com visão local que será realizado de 6 a 16 de dezembro, pretende ajudar a que a recuperação e uma normalidade pós pandemia mais justa cheguem também a esta “outra Cartagena”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Agora é o momento de trazer a Cartagena um laboratório de inovação cidadã, porque hoje mais do que nunca, depois da pandemia, necessitamos projetos comuns que nos permitam recuperar espaços onde todos possamos aportar”, explica Saia Vergara Jaime, diretora do Instituto de Patrimônio e Cultura de Cartagena das Índias, que organiza este primeiro laboratório local de inovação cidadã em aliança com a Secretaria-Geral Ibero-americana.

Este LABIX local centrado na cultura para a recuperação também conta com o apoio da  Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), a Comissão Europeia, através de sua Direção Geral de Associações Internacionais (INTPA) e o Ministério de Cultura da Colômbia.

Por que inovação cultural para a pós-pandemia?

Foto: Cortesía ProColombia

Cada canto de Cartagena respira cultura.  E não só porque a própria cidade seja patrimônio cultural da humanidade, senão porque sua gente vive a cultura como uma expressão natural e espontânea, nas praças, nos bairros, nas comunidades. A cultura é essa cola que traz coesão aos habitantes da “Joia do Caribe”.

Além de viver a cultura, muitos cartageneros/as vivem também DA cultura em suas diferentes expressões: artesanato, espetáculos de rua, teatro, dança, literatura, gastronomia etc.  Todo este ecossistema de cultura “explodiu” com a pandemia e a redução da atividade turística.

Em uma cidade que mescla a herança colonial espanhola com a afrodescendente, a cultura também representa um importante componente de identidade, que além disso, faz parte de uma cadeia produtiva que gera valor econômico, explica a diretora do IPCC em entrevista com o Portal Somos Ibero-América.

10 projetos para uma ‘nova Cartagena’

Desde uma app para melhorar a acessibilidade de pessoas com deficiência a eventos culturais, passando por um projeto de etnoeducação para crianças e jovens a partir da arte ou iniciativas para resgatar a memória afro da cidade através de artesanato, até projetos de empreendimento social com reciclagem e economia circular ou uma plataforma web de comércio de ativos digitais.

Estes são alguns dos 10 projetos que serão desenvolvidos, colaborativamente, por equipes multidisciplinares que trabalharão com coletivos e comunidades de Cartagena entre os dias 6 e 16 de dezembro próximo. Estes projetos do “LABIX Cartagena” são propostas dos próprios habitantes da cidade através de uma convocatória pública centrada em “Inovação cultural na era pós-COVID”.

“Em Cartagena, a construção de uma nova realidade pós-pandemia não pode se desentender da cultura”.

Conheça AQUI a lista completa e descrição detalhada de cada um dos projetos.  A ideia é que, ao final dos 10 dias de trabalho, estes projetos iniciais se convertam em protótipos que mais adiante possam ser escalados e convertidos em empreendimentos culturais ou aplicados com o apoio de sócios locais, explicam os organizadores.

LABIX: inovação com visão local

Os Laboratórios Locais de Inovação Cidadã (LABIX) aplicam a metodologia dos laboratórios cidadãos, também conhecidos como “LABIC”, que desde 2014 são realizados pela SEGIB em diferentes países ibero-americanos (México, Brasil, Costa Rica, Argentina, Colômbia) com enfoque em desafios regionais.

“Os LABIX são espaços para experimentar, colaborar e acelerar projetos inovadores surgidos desde a cidadania e que buscam gerar transformações sociais, culturais e econômicas nas cidades e suas comunidades locais”, explicam desde o projeto Inovação Cidadã da SEGIB.

“Este laboratório é uma oportunidade para estabelecer uma dinâmica diferente de relações com as instituições e entre a própria cidadania”

Este primeiro LABIX local chega a uma Cartagena que, como tantas outras cidades latino-americanas, sofre a desconexão e o fastio da cidadania com as instituições, uma Cartagena que como explica Vergara Jaime, “necessita urgentemente visões e projetos comuns que permitam entender que o público é o que construímos entre todos”.

Ao final da conversação, convidamos Saia Vergara Jaime a sonhar e imaginar como poderia ser a Cartagena pós-LABIX.  Isto foi o que nos disse.

categorías:

COVID-19 Cultura Destacado Histórias Inovação Inovação Cidadã Inovação para uma nova era


Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información
Recibe una alerta cuando esté disponible un nuevo especial temático sobre la cooperación en Iberoamérica en nuestro portal somosiberoamerica.org
* campo requerido
Idioma

Secretaría General Iberoamericana usará la información que nos proporciones en este formulario para estar enviarte actualizaciones del portal Somos Iberoamérica e información relacionada.

Puedes darte de baja en cualquier momento haciendo click en el enlace del pie de nuestros emails.

We use Mailchimp as our marketing platform. By clicking below to subscribe, you acknowledge that your information will be transferred to Mailchimp for processing. Learn more about Mailchimp's privacy practices here.