Indígenas

É criado programa para revitalizar as línguas indígenas

Na Ibero-América são faladas umas 500 línguas indígenas, segundo estimações do Fundo para o Desenvolvimento dos Povos Indígenas da América Latina e o Caribe (FILAC).

Valorando a diversidade e a riqueza destes idiomas, e perante a ameaça de extinção de alguns deles, a FILAC lançou um programa para revitalizar as línguas indígenas na região, no marco do ano Internacional das Línguas Indígenas celebrado em 2019.

Trata-se de uma série didática na qual especialistas reflexionam sobre distintos aspetos das línguas indígenas, entre eles a particularidade das mesmas, sua transmissão e o risco de desaparecerem.

        Cápsulas didáticas

Por exemplo, Fernando Prada, pesquisador do Programa de Educação Intercultural Bilíngue da Bolívia, explica o que –a seu modo de ver– faz falta para revitalizar as línguas indígenas.

Para ele, sem terras não há língua nem cultura: “A recuperação do território é um ponto básico para a revitalização, porque um idioma não vive per se, senão que vive e se revitaliza em sociedade”.

“É nesse território onde são estabelecidas uma serie de relações sociais, produtivas e econômicas que contribuem ao desenvolvimento dos discursos em línguas indígenas e asseguram sua transmissão a novas gerações”, acrescenta.

“As línguas morrem a uma velocidade cada vez mais rápida porque não há uma transmissão intergeracional e porque os falantes deixam de falá-las”

Mariana Arratia

Por sua parte Marina Arratia, vice presidenta do Programa de Educação Intercultural Bilíngue da Bolívia, descreve quais são as diferenças entre a linguística tradicional e a ecolinguística, a qual considera uma interdisciplina mais pertinente no momento de trabalhar com línguas indígenas.

Para Arratia, revitalizar um idioma indígena implica “sair dos marcos tradicionais linguísticos e conetar com a vida cotidiana na comunidade”.

“As línguas morrem a uma velocidade cada vez mais rápida porque não há uma transmissão intergeracional e porque os falantes deixam de falá-las, não porque não se façam mais dicionários ou livros nesses idiomas”, completa.

O material didático pode ser visto no canal do YouTube da FILAC.

categorías:

Cultura Destacado Histórias Inclusão Indígenas Organismos Iberoamericanos Organismos Internacionais


Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información
Recibe una alerta cuando esté disponible un nuevo especial temático sobre la cooperación en Iberoamérica en nuestro portal somosiberoamerica.org
* campo requerido
Idioma

Secretaría General Iberoamericana usará la información que nos proporciones en este formulario para estar enviarte actualizaciones del portal Somos Iberoamérica e información relacionada.

Puedes darte de baja en cualquier momento haciendo click en el enlace del pie de nuestros emails.

We use Mailchimp as our marketing platform. By clicking below to subscribe, you acknowledge that your information will be transferred to Mailchimp for processing. Learn more about Mailchimp's privacy practices here.