Cooperação Sul-Sul

Cooperação Sul-sul e adaptação à emergência: a resposta dos países

Como foi adaptado o trabalho da Cooperação Sul-sul (CSS) à atual crise do Coronavírus? E quais são as oportunidades dos países ibero-americanos após uma década de CSS?

Desde a publicação do livro “Uma década de Cooperação Sul-sul na Ibero-América”, que detalha os resultados tangíveis de mais de 7.000 projetos intercambiados entre 2007 e 2017, ficou claro que a Cooperação Sul-sul (CSS) é um exemplo pioneiro de colaboração horizontal entre países e um elemento imprescindível para fazer frente à atual crise da COVID-19.

Para dar resposta à necessidade dos países de melhorar a gestão da informação, a capacitação e o relatório que é elaborado anualmente sobre CSS e Triangular foi criado o Programa Ibero-americano para o Fortalecimento da Cooperação Sul-sul (PIFCSS), ao amparo da Secretaria-Geral Ibero-americana (SEGIB).

O Programa trabalha compartilhando boas práticas para o fortalecimento mútuo de capacidades entre as instituições nacionais da cooperação, que plasma, a cada ano, o Relatório da Cooperação Sul-sul na Ibero-América.

Integram-no 21 países ibero-americanos e a sede atual se encontra na Argentina.

 

Transformar a cooperação

“A pandemia coloca-nos em uma encruzilhada sobre como seguimos trabalhando os foros e os espaços de discussão que eram principalmente presenciais”, conta Daniel Castillo, secretário técnico do programa.

“PIFCSS a distância é a nova proposta no contexto atual, para a qual foram ativados mecanismos como seminários virtuais, plataformas de conteúdo e convocatórias online.

Uma destas convocatórias é “Sócios frente à COVID-19”, que sobre a base de um mecanismo de financiamento preexistente “amplia temporariamente o alcance e as modalidades de execução, com o fim de facilitar a implementação de iniciativas de cooperação e dar resposta aos desafios e necessidades presentes na atual emergência”, diz Castillo.

“Sócios frente à COVID-19” está destinado a instituições de cooperação internacional, organismos setoriais e/ou governos subnacionais/locais dos países ibero-americanos, informam na convocatória.

As solicitudes devem ser remitidas à agência de cooperação ou instituição responsável de cada país.

“Entre as formas de abordar o apoio se inclui a assistência técnica, assim como pequenas aquisições”, explica Castillo.

E acrescenta que também se permite a possibilidade de apresentar uma proposta sem necessidade de incluir um sócio para sua implementação, entendendo as circunstâncias atuais e a impossibilidade de efetuar deslocamentos entre os países

Desde o PIFCSS esperam poder financiar, ao menos, 15 iniciativas ou que dois terços dos países apresentem iniciativas. A convocatória estará aberta até o dia 31 de dezembro de 2020.

 

Despois da pandemia

“A situação de crise afeta os já limitados orçamentos que os países tinham para a implementação de programas de Cooperação Sul-Sul”, reflexiona o secretário técnico do PIFCSS.

“De todos modos, é muito cedo para poder predizer se uma política implementada em um país é mais exitosa que outra no contexto da pandemia”, agrega.

A Cooperação Sul-sul ibero-americana se caracteriza pela horizontalidade e se baseia na solidariedade de nações com distintas trajetórias.

“Há países que são reconhecidos por uma experiência específica (como o caso de Cuba em emergências de saúde) e outros que contam com mais tradição de oferecer Cooperação Sul-Sul em temas gerais, mas neste contexto há muito de ensaio e erro”.

Por isso, o programa busca equilibrar a diferença entre nações, reduzindo brechas mas também buscando temas de interesse para ir abrindo caminho.

Em seus mais de 10 anos de funcionamento, o PIFCSS desenvolveu mais de 60 atividades de formação e intercâmbio, nas que foram capacitados mais de 1.100 funcionários.

“O desafio é como fazemos para que esta crise não afete o cumprimento da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, para poder dar resposta à emergência, mas que não se desviem as prioridades acordadas”, reflexiona.

Buenas practicas en cooperación sur sur y triangular

Dia das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul

A 12 de setembro foi comemorado o Dia das Nações Unidas para a Cooperação Sul-sul, em meio da celebração pelo 75 aniversário das Nações Unidas.

Para este ano procura-se reflexionar sobre a importância da solidariedade internacional, enquanto se responde de maneira efetiva à crise global da COVID-19.

Foi uma oportunidade para destacar o papel da Cooperação Sul-Sul e Triangular como elementos cruciais das estratégias de recuperação.

A ONU convocou a um evento de alto nível em linha, com o lançamento de uma nova publicação, “Boas Práticas de cooperação Sul-Sul e triangular para o desenvolvimento sustentável – Volume 3”. 

O novo texto inclui mais de 200 boas práticas apresentadas por 35 Estados membros, 23 entidades das Nações Unidas, e organizações da sociedade civil e do sector privado.

categorías:

Cooperação Ibero-Americana Cooperação Sul-Sul Cooperação Triangular Noticias destacadas Programas, Iniciativas e Projetos Adscritos


Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información
Recibe una alerta cuando esté disponible un nuevo especial temático sobre la cooperación en Iberoamérica en nuestro portal somosiberoamerica.org
* campo requerido
Idioma

Secretaría General Iberoamericana usará la información que nos proporciones en este formulario para estar enviarte actualizaciones del portal Somos Iberoamérica e información relacionada.

Puedes darte de baja en cualquier momento haciendo click en el enlace del pie de nuestros emails.

We use Mailchimp as our marketing platform. By clicking below to subscribe, you acknowledge that your information will be transferred to Mailchimp for processing. Learn more about Mailchimp's privacy practices here.