Cooperação Ibero-Americana

Segurança rodoviária para frear e prevenir uma das maiores causas de mortalidade na região

O Programa Ibero-americano de Segurança Rodoviária tem como objetivo reduzir os altos índices de acidentes de trânsito na Ibero-América.

A América Latina apresenta um dos índices de mortalidade por acidente de trânsito mais altos do mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde. Para fazer frente a esta situação, foi aprovado na XXVI Cúpula Ibero-americana de La Antigua, Guatemala em 2018, o Programa Ibero-americano de Segurança Vial.

Seu objetivo é promover o deslocamento seguro dos usuários nas estradas na Ibero-América, reduzindo lesões, deficiências e mortes por acidentes de trânsito.

Desde sua criação, somaram-se ao programa um total de 11 países, mais dois sócios, a Federação Internacional de Automobilistas e a Fundação MAPFRE.

A prevenção destes acidentes se faz em base ao apoio do projeto e aplicação de políticas integrais e inclusivas em mobilidade e segurança vial e a criação e consolidação de Agências Nacionais neste tema.

Além disso, busca engajar grupos da sociedade civil ativos no âmbito de Segurança Vial na definição, implementação e avaliação de uma política integral e inclusiva. Neste sentido, está comprometido com o enfoque de gênero, pelo que vela pelo impulsionamento de políticas, normativas e ações que não resultem discriminatórias para as mulheres, propondo ao mesmo tempo, medidas corretoras para terminar com desigualdades de gênero.

Entre os objetivos imediatos do programa está a criação de uma rede regional de mobilidade e segurança vial inclusiva e de uma Federação Ibero-americana para Policiais de Trânsito.

 

Novos desafios

As atividades realizadas nos inícios do programa, foram dirigidas a garantir uma boa inicialização e está avançando na elaboração do Regulamento de funcionamento do Programa e em sua planificação estratégica e operativa.

No entanto, existem objetivos futuros e metas claramente traçadas. Por exemplo, para este ano, espera-se contar com um Plano de trabalho para a identificação integral de uma política pública de caráter inclusivo e sua implementação; além da elaboração de um diagnóstico, que inclua as principais caraterísticas do processo de obtenção de dados do Observatório de Segurança Vial.

Espera-se contar também, para o ano 2020, com a identificação de especialistas regionais para a conformação de uma rede regional de mobilidade e segurança vial inclusiva e em 2022, com a conformação e operação de uma Federação Ibero-americana para Policiais de Trânsito.

categorías:

Cidadania Cooperação Ibero-Americana Destacado Histórias Mobilidade


Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web, en cumplimiento del Real Decreto-ley 13/2012. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información
Recibe una alerta cuando esté disponible un nuevo especial temático sobre la cooperación en Iberoamérica en nuestro portal somosiberoamerica.org
* campo requerido
Idioma

Secretaría General Iberoamericana usará la información que nos proporciones en este formulario para estar enviarte actualizaciones del portal Somos Iberoamérica e información relacionada.

Puedes darte de baja en cualquier momento haciendo click en el enlace del pie de nuestros emails.

We use Mailchimp as our marketing platform. By clicking below to subscribe, you acknowledge that your information will be transferred to Mailchimp for processing. Learn more about Mailchimp's privacy practices here.