Atualidade

Os chefs ibero-americanos que trabalham por um turismo mais sustentável

Jhosef Arias (Peru) e Charlie Otero (Colômbia), ambos Embaixadores da Gastronomia Ibero-americana, contam como as cozinhas regionais são um motor de desenvolvimento.

O chef peruano Joseph Arias ia estudar a carreira de eletricista, mas a vontade de “contar a história de seu país através dos produtos locais” fizeram que optasse pela cozinha de seu país, ao ponto de ser nomeado Embaixador da Gastronomia Ibero-americana.

O caso do chef colombiano Charlie Otero é similar. Desde sua Cartagena natal se esforçou por mostrar seu país aos turistas de uma maneira distinta e encontrou respostas na comida.

Charlie Otero

Charlie Otero

Atravessamos um momento difícil faz algum tempo (o conflito armado) e hoje estamos em uma batalha feliz por mostrar a diversidade cultural e biológica que temos na Colômbia”, conta o também Embaixador da Gastronomia Ibero-americana.

Os dois receberam a distinção de embaixadores como parte da Estratégia Ibero-americana de Turismo e Desenvolvimento Sustentável, um projeto no qual participam a Secretaria-Geral Ibero-americana (SEGIB), a Organização Mundial de Turismo (OMT), a União de Cidades Capitais Ibero-americanas (UCCI) e a Academia Ibero-americana de Gastronomia.

A iniciativa busca impulsionar o turismo e a gastronomia como instrumentos chave do desenvolvimento econômico, social e meio ambiental da região.

Uma gastronomia que promove o desenvolvimento, fomenta a cozinha local, respeita as restrições e os produtores”

Gastronomia sustentável

Os chefs explicam que a Estratégia aponta a integrar as cozinhas locais e promover o cuidado do meio ambiente para “atrair desenvolvimento e produtividade a longo prazo”.

Necessitamos uma gastronomia responsável, que respeite as restrições para proteger as espécies autóctones. Também que respeite as pessoas que trabalham no campo, porque sem eles não teríamos os produtos que consumimos”, diz Otero.

Deve respeitar os ciclos agrícolas, mas também as cozinhas regionais, que são nosso combustível diário”, agrega Arias, quem está à frente do grupo Piscomar, uma cadeia de restaurantes dedicada à pesquisa da gastronomia local.

Otero, além disso, põe em prática a gastronomia sustentável através da formação: é professor de cozinha colombiana na Escola Oficina de Bogotá e coordena uma oficina de gastronomia na cadeia de mulheres de Cartagena de Índias.

Os Embaixadores da Gastronomia Ibero-americana foram entrevistados no programa “Solidaridad” da Radio Nacional da Espanha, apresentado por Eduardo Sanz. Escute a entrevista completa aqui:

categorías:

Atualidade Gastronomía Sustentável Turismo Turismo Sustentável

Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web, en cumplimiento del Real Decreto-ley 13/2012. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información