NDA

Uruguai

Uruguai na Cooperação Ibero-americana

As Cúpulas e a cooperação ibero-americana são um marco frutífero que se alinha, efetivamente, com a estratégia de país do Uruguai.

A participação de um país como o Uruguai na cooperação ibero-americana é de singular importância, tanto para o nosso país como para os seus sócios da região.

Nos últimos anos, o Uruguai passou à categoria de “graduado” na classificação do Comitê de Ajuda ao Desenvolvimento (CAD) da OCDE. Ao ser considerado um país de ingresso alto nesta classificação, reduzem-se as oportunidades de receber  cooperação ao desenvolvimento em um sentido tradicional.  Esta realidade nos desafia a procurar novas modalidades de cooperação com um enfoque multidimensional e multinível que reflexe as diversas aristas do desenvolvimento, sob o conceito de “desenvolvimento em transição”.

Este conceito de “desenvolvimento em transição” supõe reconhecer outras implicações da graduação, assim como outras dimensões cruciais como a diversidade das condições sociais, econômicas, ambientais, culturais, tecnológicas, as brechas estruturais, as assimetrias geográficas e de integração física e de grupos populacionais, suas necessidades assim como suas  experiências.

Desta forma, o paradigma que restringe o desenvolvimento, ligando-o exclusivamente à medição através do Produto Interior Bruto (PIB) deve ser superado para dar passagem a novos enfoques que reflexem melhor a realidade multidimensional dos nossos países.

Cooperação ibero-americana: horizontal e inclusiva

Na cooperação ibero-americana prima o critério de horizontalidade no relacionamento e o trabalho entre pares é chave. Permite aos nossos países cooperar com uma modalidade “dual” na qual um país pode ter tanto o rol de oferente como de receptor de cooperação.

Na cooperação ibero-americana um país pode ser ao mesmo tempo oferente e receptor de cooperação. Todos os países aportam conhecimentos e experiências, fortalecendo assim as políticas públicas.

Isto abre espaços para que todos possamos aportar saberes, conhecimentos e experiências, assim como identificar e propor necessidades e demandas para receber cooperação. Desta forma, a bidirecionalidade é possível, e a partir desta, o aporte conjunto na construção de um desenvolvimento mais inclusivo e sustentável.

Ainda assim, a cooperação ibero-americana contribui ao fortalecimento das políticas públicas nacionais ao complementar e acompanhar as prioridades definidas por cada um dos países através dos instrumentos e ações de cooperação, fruto da expressão de seus e suas mandatários/as reunidos/as nas Cúpulas de Chefes de Estado e de Governo.

Novos desafios

Hoje, quando se cumprem 30 anos do sistema de Cúpulas Ibero-americanas, um espaço no qual o Uruguai participa ativamente, vale a pena colocar a tônica nos desafios comuns que nos unem e que nos proporcionam a força para seguir desenvolvendo esta forma de cooperação.

A inclusão social, o fortalecimento e aprofundamento dos sistemas de proteção social, o meio ambiente e a luta contra a mudança climática, a construção de economias mais sustentáveis e inclusivas, a criação de emprego, a ciência, a inovação, a revolução tecnológica, as diversas manifestações da cultura e a arte são desafios que seguem nos interpelando como região e oferecem um terreno de trabalho para que a Ibero-América continue sendo  um espaço de ação conjunta.

A participação do Uruguai nos programas, projetos e iniciativas de cooperação ibero-americana nos espaços de coesão social, conhecimento, cultura e outros temas transversais resulta de especial relevância, assim como também sua participação ativa no diálogo político emoldurado nas Cúpulas Ibero-americanas de Chefes de Estado e de Governo.

As Cúpulas e a cooperação ibero-americana são um marco frutífero que se alinha, efetivamente, com a estratégia de país do Uruguai.

A Conferência Ibero-americana é um espaço que permite aos nossos países trabalhar desde uma lógica solidária, voluntária, onde cada um participa de acordo com as suas possibilidades e prioridades, e é nesta lógica simétrica e horizontal que o nosso país participa na cooperação ibero-americana.

Atualmente, o Uruguai tem participação em 24 programas, iniciativas e projetos adstritos de cooperação ibero-americana, o que contribui ao fortalecimento das políticas públicas, assim como às capacidades institucionais e dos diversos atores nacionais e locais que neles participam.

Trabalhar juntos para uma agenda pós-pandemia

Trabalhar juntos é um dos principais desafios que temos como país e a nível da Agência Uruguaia de Cooperação Internacional (AUCI). Esse caminho está marcado por um labor intenso e dinâmico de alianças com os diferentes atores sociais, como as instituições públicas e privadas, a sociedade civil, o setor acadêmico, entre outros.

Para que este “trabalho comum” ajude a reduzir as assimetrias  geográficas, de gênero, etnia e de  lugar de procedência (grupos migrantes) é crucial que  as oportunidades e os meios disponíveis sejam conhecidos e apropriados em todo o território nacional.

O novo cenário internacional, regional e nacional ao que nos enfrentamos, nos chama a construir uma agenda pós-pandemia que passa por repensar estratégias e políticas.

Seu desdobramento em todo o território nacional é crucial, assim como também o é o trabalho coordenado e a geração de complementariedades e sinergias com a região e com a agenda ibero-americana.

O Uruguai vem trabalhando em favor da Agenda 2030 de desenvolvimento sustentável e como roteiro para a consecução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, contribuindo à construção de uma cidadania ibero-americana solidária, justa, equitativa, inclusiva e sustentável para “não deixar ninguém para trás”.

categorías:

Cooperação Cooperação Ibero-Americana Cúpulas Ibero-Americanas Onda Destacada Onda País Programas, Iniciativas e Projetos Adscritos Uruguai


Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información
Recibe una alerta cuando esté disponible un nuevo especial temático sobre la cooperación en Iberoamérica en nuestro portal somosiberoamerica.org
* campo requerido
Idioma

Secretaría General Iberoamericana usará la información que nos proporciones en este formulario para estar enviarte actualizaciones del portal Somos Iberoamérica e información relacionada.

Puedes darte de baja en cualquier momento haciendo click en el enlace del pie de nuestros emails.

We use Mailchimp as our marketing platform. By clicking below to subscribe, you acknowledge that your information will be transferred to Mailchimp for processing. Learn more about Mailchimp's privacy practices here.