NDA

R. Dominicana

República Dominicana e a Cooperação Sul-Sul: uma nova diplomacia para a região

Neste artigo, o vice-ministro de Cooperação Internacional da República Dominicana, Inocencio García Javier, explica como seu país trabalha, desde a cooperação, em alianças para o desenvolvimento sustentável.

Inocencio García Javier, Vice-Ministro de Cooperação Internacional do Ministério da Economia, Planejamento e Desenvolvimento (MEPyD) da República Dominicana.

República Dominicana é um Pequeno Estado Insular em Desenvolvimento (PEID) na região do Caribe, e foi na Isabela, atual município da província de Puerto Plata, que se iniciou a criação da paisagem moderna do Caribe, segundo o historiador Charles C. Man.

A ilha da Espanhola, de apenas 76,286 km2 de extensão, se fraturou em duas entidades jurídicas coloniais que, com o transcurso da história, se converteram na República Dominicana e na República do Haiti.

A jovem e atualmente consolidada democracia dominicana se inicia precisamente no mesmo ano em que se celebra a I Conferência das Nações Unidas sobre Cooperação Técnica entre Países em Desenvolvimento, em 1978.

É este ponto de inflexão histórico-institucional o antecedente mais distante, mas propiciador, junto ao profundo processo de reforma do Estado cristalizado na primeira década do século que discorre, para configurar o atual decurso da Cooperação Sul-Sul na República Dominicana.

O Sistema Nacional de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (SINACID), que se encontra em sua fase final de instalação, está integrado pela Política de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (PCID), as Normas para a Gestão da cooperação Internacional na República Dominicana, o Sistema de Informação da cooperação Internacional (SICI), as Mesas de Coordenação da Cooperação Internacional (MCCI) e o conjunto composto de três documentos, como são o Marco Conceitual, o Programa de Formador de Formadores e a Guia para a conformação de Alianças Público-Privadas para o Desenvolvimento Sustentável (APPDS).

Este conjunto tem como propósito dar resposta aos desafios que as alianças multiator representam para o desenvolvimento sustentável.

O SINACID representa a entrada com passos firmes rumo à consolidação de um sistema dual em matéria de cooperação internacional para o desenvolvimento que dotará o país para um exercício responsável e solidário no marco da Cooperação Sul-Sul que, como disse já em distintas ocasiões, é a Nova Diplomacia da Região Ibero-americana.

Isso é assim, porque além dos princípios de solidariedade, horizontalidade, respeito e responsabilidade mútuos, respeito às soberanias nacionais, nunca, na história das relações internacionais entre nossos países, tinha havido nem a intensidade nem o nível de contatos que são gerados no marco do esquema da Cooperação Sul-Sul e seus distintos instrumentos de execução.

categorías:

Cooperação Cooperação Sul-Sul Onda Destacada Onda País R. Dominicana


Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información
Recibe una alerta cuando esté disponible un nuevo especial temático sobre la cooperación en Iberoamérica en nuestro portal somosiberoamerica.org
* campo requerido
Idioma

Secretaría General Iberoamericana usará la información que nos proporciones en este formulario para estar enviarte actualizaciones del portal Somos Iberoamérica e información relacionada.

Puedes darte de baja en cualquier momento haciendo click en el enlace del pie de nuestros emails.

We use Mailchimp as our marketing platform. By clicking below to subscribe, you acknowledge that your information will be transferred to Mailchimp for processing. Learn more about Mailchimp's privacy practices here.