NDA

Espanha

A Espanha e sua Estratégia de Turismo Sustentável 2030

A secretária de Estado de Turismo da Espanha em funções, Isabel María Oliver, explica a estratégia da Espanha para fazer do seu turismo um dos emblemas do país

A Espanha começou sua aposta pelo turismo nos anos 60. Desde então até agora cresceu de maneira ininterrupta com uma fórmula de ‘sol e praia’ até se converter no país mais competitivo do mundo e no segundo em gasto e número de turistas. No entanto, é hora de refletir sobre este modelo, se ele pode ser mantido no tempo e responder às necessidades atuais, não só do setor turístico senão do território e da própria cidadania.

As contínuas mudanças que foram produzidas no turismo e que, de modo acelerado, seguirão sendo produzidas, obrigam-nos a aproveitar esta conjuntura favorável para reorientar nosso modelo de crescimento rumo ao paradigma de sustentabilidade plasmado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030. Porque se o turismo é planificado e gerenciado com responsabilidade, tem o potencial de ser um instrumento que fomenta a igualdade, a inclusão, o trabalho digno, a conservação dos ecossistemas e o patrimônio, o repovoamento ou a coesão social.

Se o turismo é planificado e gerenciado com responsabilidade, tem o potencial de ser um instrumento que fomenta a igualdade, a inclusão, o trabalho digno, a conservação dos ecossistemas e o patrimônio, o repovoamento ou a coesão social.

Por isso, a Secretaria de Estado de Turismo se encontra imersa na transformação do modelo de crescimento turístico da Espanha rumo a um mais sustentável e mantido. Precisamente a sustentabilidade em suas três vertentes –econômica, social e meio ambiental- é o eixo que vertebra as diretrizes gerais da Estratégia de Turismo 2030 que apresentamos em Conselho de Ministros no passado mês de janeiro. E é que, até agora, pensávamos que a sustentabilidade era uma opção, uma via para tratar de equilibrar as externalidades negativas geradas pela atividade turística. Hoje temos a certeza de que não é assim, de que é a única via possível de crescimento, porque o turismo será sustentável ou simplesmente não será.

Estas diretrizes de turismo da Espanha propõem um modelo de crescimento apoiado na melhora da rentabilidade através da qualidade e a adaptação tecnológica permanente, na preservação dos valores naturais e culturais, e na distribuição equitativa dos benefícios e das cargas do turismo. Somos um país líder mundial em turismo, disposto a defender esta posição desde a competitividade, o apoio ao setor e o compromisso com a consecução dos ODS.

A implicação da Espanha com a Agenda 2030 é tal que a Organização Mundial do Turismo (UNWTO) elegeu-a para coliderar junto à França o programa One Planet Sustainable Tourism, uma plataforma multiator centrada em desvincular o crescimento do turismo do maior uso de recursos naturais, e que promove o desenvolvimento, a promoção e a ampliação de práticas sustentáveis de consumo e produção que impulsionem o uso eficiente dos recursos naturais. Porque como todos sabemos sem sustentabilidade, simplesmente não haverá turismo.

categorías:

Agênda 2030 Espanha Meio Ambente Onda Destacada Onda País Turismo Sustentável

Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web, en cumplimiento del Real Decreto-ley 13/2012. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información