NDA

Colômbia

Colômbia, pioneira em impulsionar uma economia circular na Ibero-América

Por Ricardo José Lozano, ministro de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Colômbia

Por Ricardo José Lozano, ministro de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Colômbia

O novo Governo da Colômbia aposta no fortalecimento do modelo de desenvolvimento através da implementação da Estratégia Nacional de Economia Circular (ENEC), transformando as cadeias de produção e consumo –através do fechamento de ciclos de materiais, água e energia– em novos modelos de negócios, sendo pioneiro na Latino-América em adotar esta estratégia.

As bases da economia circular na Colômbia definem-se no conceito das 9 Rs: Repensar, Reutilizar, Reparar, Restaurar, Remanufaturar, Reduzir, Repropor, Reciclar e Recuperar.

Como parte do grupo de países ibero-americanos, considera-se que o projeto do “Quarto Setor”, impulsionado pela Secretaria-Geral Ibero-americana (SEGIB), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Foro Econômico Mundial (WEF), é um espaço alinhado com a proposta de transformação da economia lineal rumo uma economia circular, na qual a Colômbia aposta.

Tendo em conta que para conseguir esta transformação se requer de um esforço dos setores público, privado e sem ânimo de lucro, e por este motivo, a Colômbia assinou, durante o lançamento da ENEC, um pacto com diferentes carteiras de ordem pública, grêmios e associações do setor privado e organizações sem ânimo de lucro.

A ideia da economia circular surge como uma resposta à explosiva demanda de matérias primas e recursos naturais para sustentar o crescente consumo na Colômbia

 

Explosiva demanda

A ideia da Economia Circular surge como uma resposta à explosiva demanda de matérias primas e recursos naturais para sustentar o crescente consumo na Colômbia, a crescente dependência entre países para se abastecerem e a relação com a eficiência no uso de recursos e a mudança climática, o grande desperdício de materiais como lixo e a contaminação que estes produzem nos ecossistemas.

A ENEC promove a inovação, o empreendimento, a geração de valor agregado e a atração do investimento como resultado de novas formas de “pensar” e de “fazer”, que conduzem a sistemas de produção que utilizam novos materiais, aproveitam de maneira eficiente os recursos e definem o fechamento do ciclo de uso dos produtos de maneira articulada, em uma dinâmica de cadeia de valor que vincula os produtores, fornecedores, consumidores e demais atores da sociedade.

Desta maneira, são desenvolvidos e implementados novos modelos de negócios e se transformam os sistemas de produção e consumo existentes.

Esta estratégia propõe, em grande medida, dar cumprimento a metas fixadas no Plano Nacional de Desenvolvimento 2018-2022 “Pacto por Colômbia, Pacto pela Equidade”, o qual está especialmente alinhado ao cumprimento da Agenda 2030 e seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, e desta forma permite ao país ter um olhar encaminhado rumo ao consumo e produção sustentáveis.

categorías:

Agênda 2030 Colômbia Cuarto Sector Cultura Economia Empreendedorismo Inovação Onda Destacada Onda País Políticas Públicas

Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web, en cumplimiento del Real Decreto-ley 13/2012. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información