Mi investigación

A Agenda 2030 é uma oportunidade para a igualdade?

A agenda internacional de desenvolvimento experimentou importantes mudanças em seu marco institucional de decisão e na orientação de seus objetivos.

A visibilização das desigualdades entre mulheres e homens como consequência da discriminação sofrida pelas mulheres e meninas em todos os âmbitos da vida, foi possível pela pressão que o feminismo internacional conseguiu imprimir nos processos de conformação de uma agenda global de desenvolvimento.

O artígo revisa a evolução e os principais marcos neste processo com três objetivos: descrever e analisar a incorporação da igualdade de gênero nos marcos de política global, valorar as iniciativas programáticas que geram e sua consistência, e identificar o impacto do feminismo internacional.

A conquista da igualdade de gênero como objetivo de desenvolvimento e, por extensão, da ação e da política pública, constitui um compromisso amplamente respaldado pela comunidade internacional e por grande parte dos estados em todo o mundo. A IV Conferência Internacional sobre as Mulheres e sua Plataforma de Ação (Beijing, 1995) supuseram um marco fundamental no processo de visibilizar as desigualdades entre homens e mulheres como consequência da discriminação sofrida por mulheres e meninas em todos os âmbitos da vida.

Ainda assim, avançou-se na promoção de um compromisso político para a conquista da igualdade substantiva, que além de se refletir no plano formal e legal, inclua conquistas efetivas em termos de igualdade de resultados, para o que se requerem medidas específicas e de equidade impulsionadas pelos estados. Fruto deste consenso internacional foram acordadas duas estratégias fundamentais para a consecução da igualdade efetiva: o empoderamento das mulheres e a transversalidade de gênero ou mainstreaming de gênero.

A visibilização das desigualdades entre mulheres e homens foi possível pela pressão do feminismo internacional

A desigualdade entre mulheres e homens segue sendo um desafio local e global partilhado na promoção de processos de desenvolvimento inclusivos e sustentáveis, mas também como uma condição necessária para a consecução de objetivos de desenvolvimento em suas dimensões econômica, social e ecológica. Indicadores como a mortalidade materna, a prevalência de distintas violências contra mulheres e meninas, assim como de práticas culturais prejudiciais (como o matrimônio precoce ou a mutilação genital feminina), o acesso limitado ao sistema educativo, a brecha salarial e de participação em processos de toma de decisões no âmbito político ou econômico, ou a responsabilidade desproporciol das mulheres com respeito ao trabalho doméstico e de cuidados não remunerado, mostram que a igualdade de gênero como objetivo de desenvolvimento, requer ainda de intensos esforços por parte da comunidade internacional e dos próprios estados.

A análise da evolução dos marcos de política referidos à igualdade de gênero e ao empoderamento das mulheres e das meninas, assim como das iniciativas programáticas que geram tais marcos, pode oferecer uma informação muito relevante na valoração dos aprendizados e práticas exitosas para a consecução da igualdade de gênero.

Os desafios que o cenário internacional representa e a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável referidos à consecução da igualdade de gênero, requer de enfoques inovadores de análise dos processos de toma de decisões de política no âmbito internacional, assim como de revisões da experiência doutrinal e programática que nutram de propostas eficazes e transformadoras a implementação de políticas de desenvolvimento destinadas à igualdade entre homens e mulheres.

categorías:

Agênda 2030 Ajuda ao Desenvolvimento Cidadania Coesão Social Cooperação Desenvolvimento Desigualdade Direitos Gênero ODS Pesquisa Políticas Públicas


Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. Aceptar | Más información
Recibe una alerta cuando esté disponible un nuevo especial temático sobre la cooperación en Iberoamérica en nuestro portal somosiberoamerica.org
* campo requerido
Idioma

Secretaría General Iberoamericana usará la información que nos proporciones en este formulario para estar enviarte actualizaciones del portal Somos Iberoamérica e información relacionada.

Puedes darte de baja en cualquier momento haciendo click en el enlace del pie de nuestros emails.

We use Mailchimp as our marketing platform. By clicking below to subscribe, you acknowledge that your information will be transferred to Mailchimp for processing. Learn more about Mailchimp's privacy practices here.